26.10.2013  /  8:00

Alessandra Maestrini ganha apelido de diretor de “Correio Feminino”. Sabe qual?

Alessandra Maestrini com Cíntia Dicker e Luiza Brunet, suas colegas de elenco em “Correio Feminino”

Alessandra Maestrini estreia neste domingo a série “Correio Feminino”, inspirada na obra de Clarice Lispector, que vai ao ar dentro do “Fantástico”, na Globo. “Me identifico muito com a personagem, apaixonada por tudo: pela vida, pelo homem. Paixão é crise, é estar viva, desencaixada. Como toda apaixonada, ela é desengonçada. Acaba sendo ingênua, engraçada e menos perfeita. Sou eu! Diariamente. Sou muito exigente comigo. Aprendi a ser menos, para poder curtir mais”, conta a atriz.

* “Uma grande novidade é trabalharmos com o formato do cinema mudo, que já existia, claro, mas nenhuma de nós tinha feito”, completa. Bom, parece que Alessandra agradou em cheio o diretor, Luiz Fernando Carvalho, por sua expressividade mesmo de boca calada, tendo que atuar inclusive quase sem cenário, gravando em um set montado dentro de um quadrado branco, outra aposta de linguagem. “Ela parecia uma bailarina em cena. Só a chamava de Pina Bausch”, revelou Luiz Fernando.