26.03.2018  /  14:36

Agência dos EUA anuncia investigação do Facebook e Zuckerberg perde mais de US$ 1 bi na bolsa

Mark Zuckerberg || Créditos: Getty Images

Mais uma notícia ruim para Mark Zuckerberg: a Federal Trade Commission (FTC) dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira que começou uma investigação formal sobre o escândalo #FaceLeaks, que explodiu na mídia internacional no final de semana retrasado com a revelação de que os dados de mais de 50 milhões de usuários do Facebook podem ter sido compartilhados ilegalmente com a empresa britânica Cambridge Analytica.

A FTC é uma agência do governo americano, porém tem independência total nas investigações. E o pior é que segundo Tom Pahl, diretor da instituição, um outro inquérito será aberto para analisar a participação do cofundador e CEO do site de relacionamentos no caso. Zuck já tinha sido convocado para prestar esclarecimentos ao Parlamento Britânico, conforme Glamurama contou na semana passada, e corre o risco de receber um “convite” similar co Congresso dos EUA.

A situação crítica do jovem executivo pode ser medida em números – ou melhor, em cifras: diante da hipótese cada vez mais provável de que uma multa salgada seja aplicada pelas autoridades, a ação do Facebook negociada na bolsa eletrônica Nasdaq começou a semana em queda de mais de 5%, reduzindo a fortuna pessoal dele em mais de US$ 1,2 bilhão (R$ 4 bilhões), além dos US$ 8 bilhões (R$ 26,4 bilhões) que o bilionário de 33 anos já tinha perdido nos últimos dias. (Por Anderson Antunes)