30.05.2018  /  9:00

Adriana Esteves sobre contracenar com Vladimir Brichta: “Aí é o auge do prazer, em todos os sentidos”

Adriana Esteves como Laureta || Créditos: Divulgação/ TV Globo

Viu Adriana Esteves contracenando com o marido, Vladimir Brichta, durante um pedação do capítulo dessa segunda-feira de “Segundo Sol”, glamurette? Parece que Remi foi um dos primeiros clientes da cafetina Laureta… Sobre essa dobradinha com o ator também na ficção, a atriz disse: “Aí é o auge do prazer, em todos os sentidos”.

“Não tem segredo, só verdades”

E para quem comenta sobre como ela está bonita aos 48 anos, a resposta é… “Minha pele está boa? Ah, vai lá e pergunta para o Vlad! Não tem segredo, só verdades”. Já dá pra torcer por mais embates entre os dois na novela? Pena que, segundo os rumores que pipocam por aí, Remi vai ser assassinado logo, logo, para dar origem ao famoso “quem matou?”, trunfo de muitas tramas para segurar o telespectador. “O rumo dos personagens é dado pelo público, pelo povo. Ainda mais hoje em dia, com a internet”.

|| Créditos: Reprodução/ Instagram

“Pode ser que eu pire e…”

Por falar em internet, já são muitos os memes de Laureta que circulam nas redes sociais. “Não tenho nenhuma. Mas os amigos me mandam os memes. Acho um barato! Por gostar tanto é que não tenho Instagram, Facebook… Seria um perigo pra mim. Talvez eu esteja me defendendo – ou eu não cuidaria mais de filho, ficaria o dia inteiro nas redes. Mas pode ser que amanhã eu pire e entre…”

“Quantas coisas já roubei de Lazaro Ramos? Até bordão…”

Adriana é do tipo que acha que ninguém vence sozinho. “Eu tenho profunda admiração por muitos colegas. Isso traz pra gente um aconchego. A gente se sente em família, em parceria. Voce não se sente fazendo sozinha. As pessoas falam que me acham parecida com a Renata Sorrah. Isso pra mim é um grande elogio porque ela é pra mim uma inspiração da vida inteira… Deborah Secco [sua ‘dupla’ em ‘Segundo Sol’] é de um carinho e de uma gentileza enormes. Uma mulher batalhadora, jovem e com o mesmo tempo de profissão que eu porque começou muito nova… É extremamente experiente e tarimbada. A gente se inspira uns nos outros. Quantas coisas já roubei de Lazaro Ramos? Até bordão…”

“Tenho uma grande amiga que é uma maligna…”

Adriana entregou que Laureta vai se apaixonar. “Ela se apaixona por uma pessoa que não tem dinheiro nenhum. Em primeiro lugar na vida dela não está o dinheiro, não”. As malvadas também amam? “Sim! Eu tenho uma grande amiga que é uma maligna, e na hora que ela chega muito doce e dengosa já falo: ‘Quem é?’ Já sei que está apaixonada…”

“Experimenta dar um pouquinho!”

Como Adriana se protege de pessoas nocivas como Laureta na vida real? “Com o oposto: amor, verdade, carinho, afeto e atenção. Só o amor pode subverter tudo isso. Uma pessoa que é muito nociva deve estar sem amor dentro dela, talvez nunca tenha recebido. Experimenta dar um pouquinho! Ela vai dar uma amolecida, fica até uma pessoa bacana… Bem otimista e esperançosa eu, né?”

“Só mais uma delicadeza”

Ah, e sobre a “pressão” de fazer o sotaque baiano em cena… “Me preocupo com a delícia do povo baiano, que a novela mostre isso, o lado solar deles, a dança. O sotaque é só mais uma delicadeza. Meu marido é baiano e a família dele toda. Minha sogra mora em Itacaré e meu sogro, em Salvador. Eu amo os baianos”. (por Michelle Licory)