15.10.2013  /  12:24

Fashionistas enlouquecidas invadem venda especial de Adriana Barra

 

Estava marcada para as 20h dessa segunda-feira na C&A do Barra Shopping, no Rio, a venda especial -para convidadas- da linha que Adriana Barra desenvolveu para a marca. O evento era para durar até as 22h. Diógenes Queiroz organizou uma van com clientes fiéis que saiu da loja da estilista, no Leblon… Só que uma verdadeira galera invadiu cerca de 15 minutos antes o espaço restrito em torno das araras que abrigavam a coleção e em poucos instantes não sobrou pedra sobre pedra.

Parecia cena de filme. “Foi engraçado ver. Quando fizemos essa ação em São Paulo, foi mais fechado. Minhas clientes se mataram de comprar. Aqui foi isso! Mulheres que nem sabiam direito o que é, viram o burburinho e entraram. São peças exclusivas, caras. Por esse preço, vira febre. As pessoas saem catando tudo. Acho legal democratizar. É bacana para mais gente conhecer seu trabalho”, declarou Adriana Barra.

“Pesquisamos nas minhas 600 estampas o que tinha mais a ver. Trouxemos onça e cores pop. Era para ter sido lançado há um ano, mas deu trabalho. A modelagem é a mesma. Só o tecido é diferente. Até a parte digital a C&A fez igual. O fato de fabricar um milhão de peças também barateia, claro. Tanto aqui quanto em São Paulo o que acabou primeiro foi o look que eu escolhi para a ocasião, mas minha peça preferida é o vestido com estampa de coqueiro, um ícone do meu trabalho.”

E Adriana ralou, viu? No meio da multidão, pedidos de dicas e coisas do tipo… “Quanto você veste, querida? 36? Então devo ser 36 também, né?” Ela gostou. “Isso é preguiça da fila do provador. Estou muito feliz. Não esperava que fosse acontecer dessa forma.”