26.06.2020  /  9:57

Acusado de estupro por duas fãs, Justin Bieber vai processar cada uma delas em US$ 10 mi

Justin Bieber || Créditos: Reprodução

Justin Bieber não quer saber de ter sua imagem arranhada, tanto que deu entrada nessa semana em um processo de US$ 20 milhões (R$ 108,5 milhões) por calúnia e difamação contra duas seguidoras suas no Twitter que o acusaram de estupro recentemente. Uma delas afirmou que sofreu abusos sexuais do cantor em 2014, em Austin, no estado americano do Texas, quando o ídolo teen canadense esteve lá para participar do evento musical South by Southwest.

De acordo com a versão da suposta vítima, que não teve a identidade revelada na imprensa, o intérprete de “Sorry” a convidou para visitá-lo sozinha em seu quarto no hotel Four Seasons da cidade e então cometeu o crime sexual. Bieber, no entanto, não ficou hospedado no estabelecimento quando deu pivô em Austin.

Já a outra suposta vítima, que também não teve a identidade revelada, postou no microblog que foi abusada sexualmente pelo popstar de 26 anos em maio de 2015, em Nova York, durante a passagem dele por lá para marcar presença no Met Gala daquele ano. Nesse caso, a acusadora seria uma stalker antiga de Bieber.

Acusações desse tipo feitas em redes sociais não chegam a ser novidade em se tratamento de grandes nomes do showbiz, mas as feitas pelas duas supostas vítimas de Bieber, que afirma ser inocente, foram longe demais na visão de seus assessores, e por isso ele pretende interpelar ambas judicialmente para cobrar indenizações por danos morais que podem chegar a US$ 10 milhões (R$ 54,2 milhões) para cada uma delas. (Por Anderson Antunes)