22.01.2018  /  11:14

Acusado de assédio, James Franco só foi ao SAG Awards porque achou que seria premiado

James Franco || Créditos: Getty Images

Uma das presenças mais polêmicas na 24ª edição dos SAG Awards deste domingo, James Franco só compareceu à premiação – na qual concorria como Melhor Ator por sua performance em “Artista do Desastre” – porque estava certo de que sairia vencedor, até porque semanas antes ele já havia levado para casa o Globo de Ouro na mesma categoria pelo filme que também dirigiu e é baseado na história real do cineasta Tommy Wiseau. Em tempo: o prêmio de Melhor Ator nos SAG Awards acabou indo para Gary Oldman, que vive Winston Churchill em “O Destino de Uma Nação”.

Franco, é claro, foi um dos nomes mais comentados da noite nas redes sociais por causa das gravíssimas revelações de assédio e abuso sexual feitas contra ele por pelo menos cinco mulheres desde o começo do ano, entre elas a atriz Violet Paley, que revelou no Twitter uma suposta tentativa de estupro que sofreu do ator, que nega todas as acusações.

Apesar da aparente cara de pau, Franco pulou o tapete vermelho dos SAG e entrou discretamente no The Shrine Auditorium. Ele também optou por sentar bem longe do irmão, o ator Dave Franco, que também atua em “Artista do Desastre”, vive um momento de ascensão em Hollywood e é casado com Alison Brie, estrela da série “GLOW”, uma das atrações tidas como feministas do momento que, por sinal, defendeu o cunhado nas entrevistas que concedeu antes de seguir para a plateia da premiação. (Por Anderson Antunes)