29.02.2020  /  9:00

Acusada de ser “chefe dos infernos”, número 2 do Facebook, reage: “Sou mesmo!”

Sheryl Sandberg || Créditos: Reprodução

Descrita com “chefe dos infernos” pelo autor de um novo livro sobre o Facebook recém-publicado nos Estados Unidos, Sheryl Sandberg – a número 2 no comando do gigante das redes sociais depois do cofundador e CEO Mark Zuckerberg – respondeu a alegação da melhor forma possível: “Sou mesmo!”, a executiva disse em uma entrevista que deu na última quinta-feira para a rede de televisão americana “NBC”. “Sou uma chefe dura, mas sou justa. Exijo bastante das pessoas e tenho altos padrões. Além do mais, se um chefe grita com seus empregados no trabalho, ele já vira um Steve Jobs, e com mulheres não é bem assim”, Sandberg, de 50 anos, completou em seguida, sugerindo que pode ter sido alvo de um comentário machista.

A obra em questão é o polêmico “Facebook: The Inside Story” (algo como “Bastidores do Facebook”), escrita pelo jornalista Steven Levy. Nela Levy também revelou um suposto estranho hábito de Zuck, que jamais marcaria presença em eventos públicos sem levar consigo a tiracolo um assistente cuja única função seria secar suas axilas. É que há dez anos o bilionário apareceu ao vivo na TV muito nervoso e suando em bicas, e na ocasião acabou virando piada por causa disso. O tal assistente, portanto, seria o seguro dele para evitar repetir o mico. (Por Anderson Antunes)