25.07.2015  /  8:34

A viagem de Jack Vartanian por Beirute, Armênia e Moscou

Em sentido horário, "Mesa em um restaurante bem rústico com verduras frescas com queijo e coalhada caseiros, bem montanhês", o teatro Bolshoi, a Igreja Sevanavank com o lago Sevan ao fundo e o joalheiro com o monte Ararat ao fundo || Créditos: Divulgação
Jack Vartanian divide com Glamurama sua viagem por Beirute, Armênia e Moscou || Créditos: Divulgação

O joalheiro Jack Vartanian resolveu repetir um roteiro de viagem que fez há 23 anos, visitando o Líbano, Armênia e a Rússia. “Foi interessante observar a mudança – para melhor! – pelas quais os três países passaram no decorrer desses anos. Hoje, todos contam com uma infraestrutura espetacular de hotéis, bares e restaurantes.” Com o Glamurama, ele dividiu detalhes desse tour, com dicas para anotar já. Siga os passos!

Beirute, Líbano

Acima, Byblos e Vale do Beqaa; abaixo, Achrafieh e Mayrig || Créditos: iStock

“O que eu mais curti no Líbano foi a cultura, as pessoas extremamente hospitaleiras, comida e vinhos maravilhosos, os beach clubs de diversos estilos, desde os mais badalados aos mais cool e alternativos e os rooftops. Me hospedei em Beirute, mas ia passear pelos arredores da cidade, que fica em meio a vilarejos, montanhas e praias – o litoral é extenso, de Israel até a Síria existem muitas praias. Por lá, muitos turistas franceses e europeus em geral. ”

Onde ir
Achrafieh: “Espécie de Jardins de lá, o bairro é cheio de lojas, restaurantes e bares.”
Bairro Armênio: “Lugal ideal para experimentar comidas simples e excepcionais. Entre os imperdíveis, o Mayrig.”
www.mayrigbeirut.com
Vale do Beqaa: “Não tive a oportunidade de ir, mas deve ser incrível. Uma região com ruínas romanas gigantescas.”
Byblos: “Região com uma vida noturna agitada que fica a meia hora de Beirute.”

Acima, o The Roof, no Four Seasons e o pôr do sol no Pierre & Friends. Abaixo, Lazy B Beach e o IRIS || Créditos: Divulgação e Reprodução Instagram

Rooftops
IRIS: “Um rooftop maravilhoso. Vá no fim da tarde, para ver o pôr do sol com uma boa música de fundo”
www.irisbeirut.com
The Roof: “Fica no topo do hotel Four Seasons da cidade. Vale a pena conhecer.” www.fourseasons.com/beirut
Lazy B Beach: “Estilo o Le Club 55 de St Tropez, o Lazy B Beach foi o que mais gostei. É bem chique, discreto e espaçoso.”
www.lazyb.me
Pierre & Friends:”Discreto como o Lazy B, este é mais jovem e sossegado, e fica em uma praia mais selvagem.”
www.facebook.com/Pierre-Friends

A mesa farta do El Sherif e vinho Château Les Cedres, com rótulo em homenagem aos cedros do Líbano|| Créditos: Arquivo Pessoal

Onde comer
Em Sherif: “Libanes tradicional maravilhoso.”
www.emsherif.com

Phoenicia Hotel, em Beirute, Líbano || Créditos: Divulgação
Phoenicia Hotel, em Beirute, Líbano || Créditos: Divulgação

Onde ficar
Phoenicia Hotel:“Optei por ficar lá por nostalgia. Antes do país entrar em guerra, era o mais glamouroso, e ele foi reconstruído há alguns anos, mas acredito que quem se hospedar no Four Seasons de lá também fará uma ótima escolha. Da próxima vez, quero me hospedar em alguma das casas na montanha, em meio ais cedros que estão lá há mais de 500 anos.”
Tempo ideal: “Uma semana.”
www.phoeniciabeirut.com

Armênia

Jack Vartanian e seus cliques de monastérios armênios || Créditos: Reprodução Instagram

“O grande barato da Armênia é visitar as igrejas antiguíssimas. É o primeiro pais católico do mundo.Em destaque, a Sevanavank, que fica em um vale, e o monastério Noravank, uma construção inacreditável em que o único acesso para chegar é um caminho de pedras e o monumento do genocídio Armênio.”

Hotel Marriott, em Yerevan, na Armênia || Créditos: Divulgação
Hotel Marriott, em Yerevan, na Armênia || Créditos: Divulgação

Onde ficar
Hotel Marriott, de Yerevan – “Um hotel muito antigo que foi comprado pelo grupo Marriot e reformado. Fica em uma espécie de praça linda.”
www.marriottarmenia.am
Tempo ideal:4 dias.

Moscou, Rússia

Jack Vartanian e seus cliques de Moscow, na Rússia || Créditos: Reprodução Instagram
Jack Vartanian e seus cliques de Moscou, na Rússia || Créditos: Reprodução Instagram

“O local mais inspirador de design, mas onde encontrei mais dificuldade para me comunicar. Pouquíssimas pessoas falam inglês.”

Os restaurantes Bolshoi e Cafe Pushkin || Créditos: Divulgação

Onde comer
Cafe Pushkin:”Restaurante clássico cheio de habituées da cidade. Meio temático da Rússia antiga, com comida maravilhosa e tradicional. Indico pedir o pozharsky cutlets, um prato típico à milanesa ”
www.cafe-pushkin.ru
Bolshoi: “Restaurante contemporâneo com ambiente e comida bons. Dá para sentar na parte interna ou externa.
www.facebook.com/bolshoi.moscow

fours-easioaoimsd20474s

Onde ficar
Four Seasons – “O hotel é incrível e super bem localizado.”
www.fourseasons.com/moscow