22.09.2020  /  18:04

A Saks Fifth Ave, icônica loja de Nova York, surpreende ao aderir a campanha pelo voto na eleição presidencial norte-americana

Saks Fifth Avenue entra de cabeça na campanha pelo voto na eleição presidencial dos EUA // Reprodução

O clima de eleições e a campanha para que todos votem tomou conta dos EUA. Até as vitrines da icônica loja Saks Fifth Avenue, em Nova York, entraram nesse mood. No lugar de coleções de marcas renomadas e decorações temáticas, são exibidos pôsteres com a palavra de ordem: VOTE. E não é só isso. A loja se transformou em um centro nacional de conscientização dos eleitores como parte da nova iniciativa Register to Vote at Saks. No segundo andar, os visitantes podem se registrar para votar, preencher cédulas de ausência e verificar seu status de inscrição em parceria com a HeadCount, uma organização eleitoral apartidária.

“Embora tenhamos uma longa história de apoiar uma série de causas significativas, é a primeira vez que usamos nossa influência para enfatizar a importância de votar e incentivar nossa comunidade. Temos o prazer de fazer parte de um movimento que inspira os americanos a se envolver e fazer suas vozes serem ouvidas ”, disse Emily Essner, diretora de marketing da Saks.

Ao unir os universos da moda e político, a Saks se junta a outros varejistas e designers que trabalham para fazer mais pela eleição à presidência que rola este ano. No início de 2020, Emily Bode transformou sua pequena loja na Hester Street em um centro de registro de eleitores. Tory Burch está fazendo o mesmo, além de dar a seus funcionários o dia da eleição de folga para serem voluntários como funcionários eleitorais. A Saks também dará folga a todos os funcionários da empresa incentivando-os a irem às urnas e quem trabalha na loja participará de uma grande ação no dia da eleição. Os estilistas Thom Browne, Aurora James e Virgil Abloh criaram produtos que pedem a ida às urnas  na eleição que está sendo considerada a mais importante dos últimos tempos no país.