23.11.2018  /  10:41

A nova tendência entre os cults é consumir informação e Brasil entra na mira dos especialistas. Entenda!

Bernard-Henri Lévy, Alain de Botton, Tal Ben-Shahar || Créditos: Getty Images/ Reprodução Facebook

Já podemos afirmar que consumir informação é a uma tendência cada vez mais forte entre a turma cult, que em tempos difíceis tem procurado novos caminhos e ajuda diversa para entender as mudanças que ocorrem a todo momento em uma sociedade conectada, questionadora e desafiadora. Tanto que a cidade de São Paulo viveu nos últimos dias um período interessante. A semana foi marcada por palestras que tiveram como tema felicidade e amor, ministrada por dois ícones mundiais com plateias lotadas e ingressos individuais de até R$400.

Para começar, nessa terça-feira, o professor de Harvard, Tal Ben-Shahar, palestrou no Buffet França, em São Paulo, sobre “A Ciência da Felicidade”. Num determinado momento, o israelense se sentiu infeliz com a vida que levava e decidiu transformar sua história. O encontro prestigiado por Joyce Pascowitch e Bruna Lombardi, por exemplo, mostrou como a ciência é capaz de nos levar a uma vida mais feliz de maneira bastante prática e simples.

Um dia depois foi a vez de Alain de Botton, fundador e CEO da The School of Life, que há cinco anos tem uma sede no Brasil, palestrar “Sobre o Amor”, tema que o colocou como uma unanimidade no mercado editorial. O encontro rolou no Teatro Tuca, em Perdizes, Glamurama estava lá e encontrou com uma turma de glamurettes que estava em busca de entendimento sobre o sentimento que nos move e como ele tem mudado – ou não – ao longo dos anos.

Muito dinâmico e engraçado Botton aplica em seu papo algo que nos remete a auto-ajuda, mas com a aplicação de projeções cheias de graça e irreverência. Ainda que divertida, a atmosfera leve ilumina a mente dos presentes e os leva à reflexão sobre o tema. “Em cem anos tudo estará diferente: a tecnologia, as crises políticas, empregos. O que ficará para sempre é o amor”, disse ele em certo momento e cheio de razão.

E ainda tem mais por vir. O francês Bernard-Henri Lévy ministrará neste domingo (25) palestra aberta ao público intitulada “O Espírito do Judaísmo – uma reflexão contemporânea”, na Unibes Cultural. Bernard-Henri Lévy é autor de 30 livros, além de cineasta e ativista. Sua obra mais recente é “O Espírito do Judaísmo”, lançado no país pela Editora Três Estrelas. Ele tem argumentado em suas palestras, de forma contundente, a respeito das manifestações atuais de antissemitismo, o mais antigo dos ódios, e sua nova roupagem, especialmente na Europa. Para ficar de antenas ligadas, glamurette.