07.08.2017  /  13:08

Saks exibe em sua vitrine manifesto contra desperdício criado pela Vetements

Vitrine da Saks tomada por instalação da Vetements || Créditos: Reprodução Instagram

Desde que foi criado, o coletivo de design Vetements foge dos padrões tradicionais da moda. Depois de dar o que falar com a criação de bolsa que simula sacola de plástico e vendê-la como água pelo valor de mil dólares (R$ 3.130 mil), a marca anunciou em junho que não desfilaria mais suas coleções em semanas de moda. Agora, seu próximo passo é a parceria com a Saks Fifth Avenue. A loja de departamentos exibe na vitrine da 5ª Avenida, em Nova York, uma instalação de arte assinada pela Vetements que critica, por meio de pilhas desordenadas de roupas, o desperdício e o exagero na produção da indústria.

Vitrine da Saks tomada por instalação da Vetements || Créditos: Reprodução Instagram

“Lixo é o que a maioria das marcas produzem hoje. Montanhas de estoque são enterradas em lojas e estoques e têm poucas possibilidades de encontrar alguém que queira pagar por elas. A superprodução é um enorme problema que a indústria tenta esconder enquanto persegue números falsos e relatórios de crescimento constante”, disse Guram Gvasalia, cofundador da marca com o irmão Demna Gvasalia em entrevista ao site “Financial Times”. “A Saks foi corajosa o suficiente para nos apoiar a iniciar uma conversa sobre isso, oferecendo sua vitrine principal. Precisamos perceber que às vezes menos significa mais”, completou o designer.

A vitrine vai permanecer até o dia 7 de agosto. Depois, as roupas usadas para a montagem serão doadas para a RewearAble – ONG de Nova York que recicla roupas e emprega adultos com dificuldades de desenvolvimento.
No Instagram, a vitrine já é um sucesso de publicações como Glamurama mostra abaixo.