20.09.2017  /  10:19

Tatá Werneck: vantagens de namorar “novinho” e segredo de seu bumbum

Tatá Werneck || Créditos: Reprodução/ Instagram

Tatá Werneck se prepara para voltar à TV como uma princesa medieval mimada em “Deus Salve o Rei”, novela da Globo que aposta em repetir o sucesso de “Que Rei Sou Eu?”, de 1989. O efeito colateral disso? Um bumbum mais bonito. Sim, a gente explica.

A atriz postou fotos de biquíni no Instagram e arrancou elogios para seu derrière. Qual o segredo para alcançar esse “shape”? “Engordar, meu amor! Proporcionalmente ao meu corpo de formiga, sempre tive uma protuberância, sim, mas como estava muito magra – mesmo que sempre com minha barriga de gluten – não aparecia tanto. Como engordei bastante, uns 6 quilos, para compor minha personagem na novela – e ainda vou usar enchimento -, ele aumentou. Eu já estava gorda antes, mas falo que foi só pra novela… E ainda vou engordar mais”. Não faz exercício para o bumbum? “Não, não rola agachamento. Academia, não, cansa muito. Só se for agachamento limpando coco de cachorro. Dizem que é Photoshop. Eu não sei usar isso. Se soubesse, dava mais uma levantadinha. Estou assumidamente gordinha e feliz”.

E por falar em felicidade, como está o namoro com Rafael Vitti? Morar junto, casar… Será que isso já está nos planos? “A gente nem pensa nisso. Tenho a novela, dois filmes pra fazer, a nova temporada do Lady Night [seu programa no Multishow]… O Rafa é de uma geração mais esclarecida, tem menos questionamentos com milhares de coisas”, disse Tata, 34 anos, sobre o namorado, de 21. “Ele me alimenta muito dessa visão nova dele. Não estou preocupada mesmo se vou me casar ou não, se vou engravidar de surpresa – brincadeira…”

Outra vantagem de um relacionamento com “novinho”? Menos machismo… “Eu ouvia sempre da minha avó que uma mulher sozinha é mal vista. E outro dia eu mesma pensei que não seria legal eu sozinha em um restaurante e ele disse: ‘Tatá, é só uma mulher jantando’. Quando pergunto se acha que meu decote está exagerado, ele diz: ‘A decisão é sua'”.  (por Michelle Licory)