25.07.2017  /  11:44

Príncipe Albert de Mônaco dá conselho amoroso para Harry e Meghan

Príncipe Albert e o casal Meghan Markle e príncipe Harry || Créditos: Getty Images

O príncipe Albert de Mônaco deu uma de conselheiro. Em entrevista à revista “People”, ele que é filho de Grace Kelly, atriz ganhadora de Oscar antes de se casar com o príncipe Rainier, em 1965, falou abertamente sobre o namoro de Meghan Markle e o príncipe Harry. Tipo como a vida de Hollywood pode ajudar Meghan a se preparar para “todo o ataque” da mídia que famílias reais são expostas.

Introduzir alguém em círculos da realeza “é algo bastante difícil”, segundo disse Albert à revista americana. “Especialmente na família real britânica, que é investigada pela imprensa como ninguém nunca foi. Mas eles parecem ter tido um bom sucesso até agora. Seu grande conselho para o casal? “Keep calm and carry on”, famosa expressão criada pelo governo britânico durante a 2ª Guerra Mundial que quer dizer “mantenha a calma e siga em frente”.

Meghan ganhou muito mais atenção da mídia desde que assumiu seu namoro com o príncipe Harry, há um ano. Tanto sua vida como a de sua família ficaram bem mais expostos em público. “Não consigo imaginar como será com eles”, completou o príncipe de Mônaco. “O fato dela ser uma atriz facilita um pouco, mas nada pode prepará-la para o ritmo constante disso. Particularmente agora que a paz mudou muito. É difícil para qualquer pessoa dar conta.”

Comparando com sua própria experiência em seu casamento com a princesa Charlene, atleta olímpica, em 2011, ele falou: “Foi difícil para Charlene suportar, eu não posso imaginar a diferença de agora, com o aumento do ritmo das notícias e mídias sociais.”

“Mamãe disse que o fato de ser atriz a preparou um pouco”, disse Albert. “Ela ficou mais familiarizada um pouco com a imprensa. Mas a imprensa era um pouco mais respeitosa naqueles dias”. E as memórias de Grace Kelly não pararam aí: “Mamãe nos ensinou que você tem que fazer tudo o que puder para proteger sua vida privada, mas que também tem que enfrentar a imprensa em alguns pontos. Quando passávamos em feriados em família, dávamos a primeira hora da manhã aos fotógrafos. Nós os deixamos ter essa hora e em troca eles nos deixariam continuar com nossas vidas durante as férias”, relembrou Albert.