11.01.2017  /  14:15

Pega ladrão: relógios de luxo sumiram durante gala da Fifa em Zurique

Cristiano Ronaldo recebe a Ballon d'Or de 2016 || Créditos: Getty Images
Cristiano Ronaldo recebe a Ballon d’Or de 2016 || Créditos: Getty Images

A festa da Fifa para celebrar os melhores do futebol mundial em 2016, e cujo destaque foi a coroação de Cristiano Ronaldo como o melhor jogador do mundo no ano, virou caso de polícia. É que durante o evento que aconteceu na última segunda-feira, em Zurique, seis relógios da marca suíça Hublot que seriam entregues aos vencedores da premiação simplesmente sumiram.

O valor total dos relógios, que são edições limitadas, é de US$ 100 mil (R$ 321,8 mil), e a entidade responsável pelo futebol no mundo já denunciou o caso às autoridades.

A boa notícia é que aqueles que receberiam as peças, entre os quais o craque português, não ficaram a ver navios, já que a Fifa organizou uma verdadeira operação de guerra para que outros relógios dos mesmos modelos fossem entreguem a eles. (Por Anderson Antunes)