15.08.2017  /  11:47

Novo clipe de Alexandre Pires ganha cenário artsy com obras de Fernando Zarif

Alexandre Pires no clipe “Pout-Pourri: Águas de Março / É Com Esse Que Eu Vou / Madalena”  || Créditos: Reprodução Youtube

Está no ar o novo clipe de Alexandre Pires, “Pout-Pourri: Águas de Março / É Com Esse Que Eu Vou / Madalena”, faixa que faz parte do álbum “DNA Musical”, lançado em março. O cenário, produzido e dirigido por Paula Lavigne, é ilustrado com obras de Fernando Zarif, artista plástico que morreu em 2010 e que ficou conhecido pelos cenários de teatro e pelas ilustrações, além de ter assinado a capa de “Tudo ao Mesmo Tempo Agora”, disco dos Titãs.

Traços inconfundíveis de Zarif invadem telões que circundam o palco onde Alexandre Pires se apresenta no clipe, criando na primeira parte do vídeo um poderoso efeito óptico com a entrada e saída de formas circulares. A atmosfera fica ainda mais sofisticada graças ao uso do efeito “preto e branco”.

“O videolist ‘DNA Musical’ foi todo feito com mapping [técnica que cria ilusão de ótica], e buscamos para o cenário coisas bonitas e impactantes para as projeções. Sugeri para o Alexandre [Pires] de usarmos obras de Fernando Zarif, e entrei em contato com a família dele, que administra o acervo de obras através da Casa Zarif. Eles foram muito gentis de mandarem algumas imagens, e eu e Alexandre escolhemos juntos quais seriam projetadas no medley ‘Águas de Março / É Com Esse Que Eu Vou / Madalena'”, contou Paula Lavigne ao Glamurama. Confira abaixo o resultado!

Lembrando que Zarif deixou uma extensa produção com mais de 2 mil obras catalogadas.