lexus-slide
Lexus Slide: um passo mais perto parar criar um hoverboard como o de McFly? || Créditos: Bruna Guerra / Reprodução

Em 1989 Marty McFly nos apresentou pela primeira vez o hoverboard, o skate voador futurista do filme “De volta para o Futuro 2”. Agora, a Lexus, marca de luxo da Toyota, apresenta pela primeira vez no Brasil – em seu espaço no 29º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo  -, o Lexus Slide, um hoverboard que utiliza levitação magnética para se movimentar sem encostar no chão.

Mas o Lexus Slide não voa exatamente. “Ele funciona sobre levitação magnética. Quando olhamos não enxergamos absolutamente nada entre o skate e o chão, mas para que seja utilizado precisa estar sobre um campo magnético”, explica Rodrigo Rumi, gerente de marketing da marca. O conceito físico é de que ímãs e supercondutores trabalham juntos em baixíssimas temperaturas para fazer com que campos magnéticos se repilam, criando uma espécie de levitação.

Quem passa pelo equipamento não acredita à primeira vista. É preciso dar uma volta pelo expositor que guarda o hoverboard, analisar cuidadosamente, abaixar para conferir o espaço entre o skate e a base que o guarda. A pergunta que não quer calar: “Ele voa mesmo?”, a conclusão é rápida: “É o skate do filme “De volta para o Futuro!”. Segundo Rumi, é unânime o conceito de que a inspiração para a criação do Lexus Slide veio do filme de Marty McFly, “Claro que fazemos essa ligação e brincamos com isso também, o filme é um ícone e queremos que as pessoas façam essa associação”.

Por enquanto, o hoverboard não é vendido e nem está nos planos de comercialização da Lexus, o equipamento é uma demostração da tecnologia da marca. Mas a novidade nos faz acreditar que estamos um passo mais perto da criação do tão desejado skate de McFly. “Para nós da Lexus, o futuro é híbrido, utilizamos tecnologia híbrida como no modelo LC 500h – protótipo do cupê esportivo -, que no setor automotivo significa a mistura entre dois motores, a combustão e elétrico. E assim como essa tecnologia híbrida no passado era algo inalcançável, utilizar um skate como esse é sem duvida nenhuma um objetivo de evolução do futuro”, conclui Rumi, nos dando esperança.