12.08.2017  /  0:14

Lego trocou de CEO porque considerava o anterior, de 61 anos, velho demais

Bali Padda || Créditos: Divulgação/LEGO

Fosse em qualquer outra indústria, a justificativa dada pela Lego para o afastamento do recém-anunciado de Bali Padda, CEO da empresa, que ocupava o cargo desde outubro, poderia render até um escândalo: aos 61 anos, o executivo britânico foi considerado velho demais para comandar a maior fabricante de brinquedos do mundo, cujo público alvo é formado majoritariamente por crianças.

Internamente, no entanto, comenta-se que os acionistas do The Lego Group, que tem sede em Billund, na Dinamarca, não se sentiam confortáveis com a presença de um estrangeiro por perto. Padda, aliás, foi substituído por Niels Christiansen, um dinamarquês nato e, mais importante, dez anos mais jovem que o antecessor. (Por Anderson Antunes)

Niels Christiansen, o substituto de Padda || Créditos: Divulgação/LEGO