O Masp foi tomado pela turma artsy de São Paulo nessa quinta-feira para a abertura para convidados da exposição “Toulouse-Lautrec em vermelho”, com curadoria de Adriano Pedrosa. Das 11 obras de Toulouse-Lautrec da coleção do MASP, a maior e mais importante em uma instituição na América Latina, 9 estão expostas. As demais são empréstimos de alguns dos principais museus e coleções particulares do mundo como o Musée d’Orsay de Paris, Tate e Victoria & Albert Museum de Londres, The Art Institute of Chicago, National Gallery of Art de Washington e o Museo Thyssen-Bornemisza de Madrid. No subsolo também aconteceu abertura da mostra “Miguel Rio Branco: nada levarei quando morrer” e mais três vídeos da série “Montages”, da australiana Tracey Moffat.