Glamurama teve um encontro com Diane Kruger essa quinta-feira no Rio. Como foi? Bom, era proibido abordá-la diretamente, mas perguntamos se ela – que usava um Jason Wu branco levinho transparente e chapéu – estava gostando da cidade… “Com esse clima?”, respondeu, reclamando do tempo nublado. Fica até quando? “Se melhorar… Mas não posso ficar muito. Estou comprando uma casa em Los Angeles. Preciso voltar para fechar o negócio.”

Joshua Jackson, seu namorado, é mais simpático. “Amo minha Vancouver, e ela é cinza, então… O único problema é que não dá pra ver a vista nos pontos turísticos daqui com as nuvens tão baixas. Vamos embora amanhã, mas voltaremos.” Cinco minutos depois o papo tinha descambado para desigualdades sociais, enquanto ele ganhava cafuné e tapinha no bumbum da amada…

* Diane pediu uma caipirinha tentando seguir o protocolo das estrelas gringas, mas não bebeu nem metade. Já vinho branco ela adora…. Foram inúmeras taças durante a noite. “São Paulo estava congelante”, ela comentou. A atriz aceita tirar fotos com fãs. Até certo ponto. Teve gente que pediu e ouviu um: “Não, já chega.”

Muitas poses variadas para os fotógrafos profissionais também não rola: “Não sou modelo.” Tschüss, Diane. Até a próxima…

Diane Kruger e o namorado, Joshua Jackson: faltou sol