27.06.2017  /  14:09

Até Miranda Kerr teve nome envolvido em esquema de corrupção da Malásia

Miranda Kerr e Jho Low || Créditos: Getty Images

Semanas depois de trocar alianças com Evan Spiegel, o bilionário co-fundador do Snapchat, Miranda Kerr foi intimada por autoridades dos Estados Unidos nessa segunda-feira a entregar as joias que ganhou há três anos de Jho Low, um polêmico milionário da Malásia que adora a companhia de celebridades e com quem ela viveu um affair pra lá de comentado na época.

O problema é que os mimos podem ter sido comprados com dinheiro sujo, já que Jho é acusado de lavar mais de US$ 400 milhões (R$ 1,33 bilhão) desviados de um fundo estatal malaio em um esquema que movimentou perto de US$ 3 bilhões (R$ 9,95 bilhões) e chegou até mesmo em Hollywood – a produtora Red Granite, responsável pelo filme “O Lobo de Wall Street”, teria sido o destino de parte da grana.

Uma das peças que Miranda entregou para os agentes federais americanos que cuidam do caso foi um anel de diamante em forma de coração com 11,72 quilates, que ela ganhou de Jho no Valentine’s Day de 2014. No total, a supermodelo foi presenteada pelo ex com o equivalente a US$ 8,1 milhões (R$ 26,8 milhões) em joias, mas ela jura de pés juntos que não sabia de nada e se prontificou a colaborar com a investigações no que for preciso. (Por Anderson Antunes)