20.03.2017  /  15:09

Aos prantos, Kim Kardashian relembra assalto em Paris: “Achei que iria morrer”

Kim relembra o assalto em Paris || Créditos: Divulgação/E! Entertainment
Kim relembra o assalto em Paris || Créditos: Divulgação/E! Entertainment

No episódio do reality-show “Keeping Up with the Kardashians” que foi ao ar nos Estados Unidos neste domingo, Kim Kardashian falou pela primeira vez sobre o assalto do qual foi vítima no início de outubro, em Paris. Em uma conversa com as irmãs Khloe e Kourtney Kardashian gravada pela equipe da série, a reality star disse, chorando, que esteve sob a mira de armas durante todo o tempo e que chegou a pensar que seria violada e morta pelos ladrões.

O crime também foi tema de uma reportagem especial publicada neste fim de semana pelo jornal francês “Le Monde”, que teve acesso à transcrição do depoimento de Kim aos investigadores da La Brigade de Répression du Banditisme, a renomada divisão da polícia da França que combate o crime organizado. “Eu achei que eles [os ladrões] eram terroristas e que iriam me raptar. Eu lembro que tive um sentimento indescritível, como se meu coração fosse sair do meu corpo, e achei que iria morrer”, ela contou no depoimento.

Kim foi assaltada na madrugada do dia 3 de outubro, em um apartamento de luxo nos arredores da Igreja de la Madeleine onde estava hospedada na capital francesa, e perdeu mais de € 10 milhões (R$ 33,1 milhões) em joias, inclusive o anel de noivado que ela ganhou de Kanye West, avaliado em US$ 4 milhões (R$ 12,3 milhões) e dado como perdido. Em janeiro, 16 suspeitos do crime foram presos por agentes da La Brigade. (Por Anderson Antunes)