24.06.2016  /  17:34

A saída do Reino Unido da União Europeia já gera frutos. Bons ou ruins?

Deu Brexit: a saída do Reino Unido da União Europeia || Créditos: Divulgação
Deu Brexit: a saída do Reino Unido da União Europeia || Crédito: Divulgação

Deu Brexit. A saída do Reino Unido da União Europeia é o assunto do momento na Europa, e o sentimento geral da população que habita o continente é de perplexidade. Embora ainda seja cedo para dizer o que vai mudar, o consenso entre especialistas é que aquele que já está sendo chamado de “o divórcio mais problemático de todos os tempos” tende a ser mais prejudicial para os britânicos do que para os outros europeus.

As maiores preocupações do momento são por conta da inevitável crise política e institucional que uma decisão tão importante pode causar no Reino Unido, algo que ganhou força com a renúncia do primeiro-ministro David Cameron, nesta sexta-feira. Um efeito dominó, com outros países da UE também optando por deixar o bloco, e a perda da influência do país no continente também são temas delicados.

Nos mercados, já é possível dizer que a decisão da maioria dos ingleses pela saída do Reino Unido da UE foi recebida como um desastre, com perdas de mais de € 960 bilhões (R$ 3,6 trilhões) no pregão desta sexta-feira nas principais bolsas europeias. A maior queda do dia ocorreu na bolsa espanhola, o IBEX 35, que despencou 12,35%, o que teve impacto direto na fortuna do homem mais rico da Europa, o espanhol Amancio Ortega. Dono da Inditex, a holding que controla a Zara, ele amargou prejuízos de mais de US$ 4,4 bilhões (R$ 14,8 bilhões) em questão de horas.

Entre os britânicos famosos, que de maneira geral se mostraram favoráveis à permanência do Reino Unido na UE, uma das vozes mais ouvidas é a da escritora J.K. Rowling, autora da saga sobre o bruxo Harry Potter. Em sua conta no Twitter, ela resumiu em um tweet o clima de decepção causado pela decisão: “Acho que nunca tive tanta vontade de acreditar em poderes mágicos.” (Por Anderson Antunes)