01.07.2017  /  6:42

A causa da careca do príncipe William e soluções pra quem está na mesma

Antes e depois do príncipe William || Créditos: Reprodução

O príncipe William já está desfilando uma careca aos 35 anos, completados na semana passada. Se é dos carecas que elas gostam mais Glamurama não sabe, mas fomos pesquisar por que, tão cedo, o herdeiro do trono do Reino Unido já perdeu a maioria dos cabelos. Está na mesma situação – ou seu marido, namorado, filho? Karla Assed, dermatologista membro da American Academy of Dermatology, médica de Xuxa, Angélica e mais uma turma da Globo, respondeu nossas dúvidas. Vem ler!

Glamurama: Quais são as principais causas de calvície em jovens como o príncipe?

Karla Assed: “Existem várias causas para a queda acentuada de cabelo em jovens. É uma propensão genética presente principalmente nos homens, que faz com que o couro cabeludo desenvolva uma sensibilidade à testosterona, assim a raiz do cabelo atrofia até que o bulbo capilar morre, danificando a fase de crescimento. Há diminuição na velocidade de nascimento de novos fios. Eles ficam mais finos, aumentando a queda dos cabelos”.

Glamurama: Existe maneira de evitar a queda ou ao menos desacelerar o processo com diagnóstico precoce?

Karla Assed: “Sim. Hoje em dia já existem vários tratamentos para evitar a queda, acelerar o nascimento de novos fios e dar força para eles crescerem. O importante é o diagnóstico  e inicio do tratamento precoce para um melhor e mais rápido resultado. Há opções como a intradermoterapia [injetar medicação dentro do couro cabeludo], microagulhamento com drugdelivery, lasers fracionados, LED , esfoliação do couro cabeludo, além da associação das tecnologias ao uso de medicamentos tópicos  – como o minoxidil, corticoides, vitaminas, finasterida tópica, loções ou shampoos para diminuir a oleosidade do couro cabeludo, como também o uso de medicamento oral como multivitamínicos e finasterida. Não existe contraindicação para esses métodos”.

Glamurama: Qual a chance do príncipe George sofrer do mesmo mal de calvície precoce?

Karla Assed: “Por ser causa de fator genético, a chance é bem grande”.