15.07.2017  /  6:53

50 tons de cinza, pompons e mais: as tendências da semana de alta-costura em Paris

A última semana de alta-costura inverno 2017/2018 agitou Paris com desfiles mil. Com apresentações poderosas como a da Chanel, que reuniu no Grand Palais Tilda Swinton e Kristen Stewart, e Christian Dior, com seu desfile ao ar livre e presenças ilustres do calibre de Jennifer Lawrence, Elizabeth Olsen, Robert Pattinson e Kirsten Dunst, a cidade recebeu ainda apresentações da Armani Privé, Schiaparelli e Giambattista Valli – todas com fila A disputada e repleta de glamurettes. Para muitas labels, foi a primeira vez no calendário que alguns protocolos foram quebrados. A Federação de Alta-costura e da moda, rompeu com a tradição quando permitiu que cinco marcas dos Estados Unidos (Rodarte e Proenza Schouler), Inglaterra (Peter Dundas), Austrália (Toni Maticevski) e França (Hermès) mostrassem suas coleções de ready-to-wear no evento o que gerou uma série de tendências que jamais veríamos antes. Quer saber no que apostar? Siga as nossas dicas aqui no post.

50 tons de cinza

Zuhair Murad, Dior e Chanel || Créditos: Reprodução Instagram

A Dior, foi uma das primeiras a apresentar o cinza na passarela e em conotações bem diferentes. Durante a semana toda, outras marcas também trouxeram o tom para a passarela, que apareceu em looks diversos: conjuntos de tweed, vestidos esvoaçantes de chiffon para Zuhair Murad e vestidos finos com rendas e franjas em macramé na Chanel. As peças mais claras e fluidas certamente serão um sucesso entre as estrelas que circularam na primeira fila – Elizabeth Olsen, Kirsten Dunst e a recém-platinada Karlie Kloss -, enquanto peças de alfaiataria serão investimento certeiro para a clientela regular.

Flores

Rodarte, Valentino, e Giambatista Valli
Rodarte, Valentino e Giambatista Valli || Créditos: Reprodução Instagram

A coleção da estreante Rodarte chamou muito a atenção durante a semana de moda. E não foram apenas as roupas. A dupla formada por Kate e Laura Mulleavy apresentou um tema floral dominante, com deslumbrantes coroas de flores que adornavam as cabeças das modelos e roubaram o show. Este verdadeiro campo de flores foi visto em outras apresentações como o quase sempre romântico Valentino e o opulento Giambatista Valli.

Pompons

Pompons e muitas cores no desfile outono-inverno da Fendi || Créditos: Reprodução Instagram

Com um casting cheio de estrelas que incluiu Kendall Jenner e a embaixadora da marca, Bella Hadid, a Fendi apresentou sua coleção “Flowers From Another World” durante o último dia da semana de moda de alta-costura de Paris. A visão artística de Karl Lagerfeld foi traduzida para o outono-inverno 2017/2018 através de modelagens impecáveis de alta costura, aplicações de flores tridimensionais – tendência forte da semana de moda – e uma paleta de tons acesos e pastel, ignorando o cinza. Junto com as flores, os pompons também estavam no centro das atenções do show, presente desde o sapato até o ornamento do cabelo, lembrando e muito, aqueles utilizados nos anos 90.

O jardim florido de Karl Laggerfeld para a Fendi
O jardim florido de Karl Lagerfeld para a Fendi || Créditos: Reprodução Instagram
Alfaiataria
Proenza Schouler, Dior e Schiaparelli
Dior, Proenza Schouler e Schiaparelli || Créditos: Reprodução Instagram

Como sempre, a alfaiataria da semana de moda de alta-costura é um ponto notável. Devido às exigências da Federação, as modelagens, costuras e acabamentos são impecáveis e merecem atenção especial. O clássico new look da Dior se repetiu por algumas vezes na passarela. Proenza Schouler apostou em um desfile quase todo em preto e branco e mesclou pontos de couro em casacos longos compostos com vestidos de renda. Até para Schiaparelli sobraram blazers bem cortados sobrepostos a vestidos esvoaçantes.

Capas

Eliee saab, Zuhair Murad e Schiapareli
Eliee saab, Zuhair Murad e Schiaparelii || Créditos: Reprodução Instagram

As capas voltam com tudo e apareceram multicoloridas por cima de vestidos longos, estilo camisola e macacões. Ótima aposta para fazer as vezes da alfaiataria em um encontro mais poderoso.

Tule

Giambatista Valli, Maison Margiela e Zuhair Murad
Giambatista Valli, Maison Margiela e Zuhair Murad || Créditos: Reprodução Instagram

Tule e organza são tecidos que aparecem com frequência nos desfiles de alta-costura já que, claro, envolvem muitos vestidos de gala. O toque de irreverência ficou por conta do desfile da Maison Margiela que mostrou entre tantas peças, um trench-coat de organza que revela sutilmente o look por baixo da roupa, desejo absoluto. Vale ficar de olho nas saias de tule combinadas a tops cropped que já tomaram conta do streetstyle lá fora.